Sobre nós 3

Depois que os filhos chegaram no nosso mundo surgiu em nós uma certeza de que teríamos que mudar tudo, que os nossos filhotes deveriam estar livres para comerem o que quisessem em nossa casa e para isso teríamos que ter comidas saudáveis, frescas e de preferência orgânicas.

Nunca fomos boas de cozinha, mas com a chegada deles tudo mudou e começamos a nos encantar pelos temperos, panelas e cheiros…

Esse blog surgiu com o intuito de facilitar as nossas trocas diárias pelo whatsapp, sobre nossas receitinhas feitas para a família.

Tentamos o ideal pensando na saúde e prazer de comer, mas ainda estamos longe disso, mas sempre com muito amor e boa vontade. Nossa ideia aqui é compartilharmos nossas receitinhas diárias e descobrirmos mais.

Sintam-se convidados a saborear e trocar conosco nesse espaço gostoso.

Cari

Eu sou mãe de Branca, eu sou uma mamífera e depois que ela nasceu tudo mudou e surgiu.

Sempre busquei me informar e viver intensamente. E assim vem sendo minha “maternagem”. O parto natural e humanizado, uma amamentação entregue, livre e prazerosa (Branca tem um 1 ano e 10 meses e ainda mama), um apego danado com essa pequena e tudo que ela representa. E claro, com a alimentação não podia ser diferente.

Por Branca e pela família, começou a minha curiosidade por uma alimentação mais saudável e foi aí que me deparei com Sônia Hirsch e seu lindo livro “Mamãe eu quero” e com um curso envolvente na minha primeira semana de mudança para o Rio de Janeiro. Foi por esse caminho que ficou muito vivo em mim a importância de cozinhar para a família, de ter consciência do que compramos, preparamos e comemos. Do respeito ao alimento, ao que nos nutri e ao nosso corpo.

Eu que nunca fui de cozinha, me vejo completamente encantada e entregue na tarefa diária de pensar o que iremos comer, porque pra mim, como boa pernambucana, a mesa tem que ser farta e servir a todos, aqui não tem separação para criança e o melhor é comer do prato do outro.

Fico bem orgulhosa quando preparo um prato legal e confesso que fico esperando os elogios (e adoro!).

Meu marido esperto me elogia a cada prato criado e isso me impulsiona a cozinhar ainda mais. Pra minha filha comer bem, eu e ele começamos a comer bem primeiro, a ter uma nova visão e respeito dos alimentos e a construir isso juntos.

Ju

Eu sou a mãe de Murilo. Inicialmente engenheira, que de repente se descobriu mãe, dona de casa e cozinheira. Que passou a enxergar a vida por outro ângulo após a chegada desse pequeno. Muitas mudanças, muitas descobertas, e principalmente, muito amor envolvido.

Muita coisa mudou após sua chegada, em especial na nossa mesa. Comer comida de casa com toda a família voltou a ser uma rotina, perdida após o casamento (e por não saber cozinhar). Afinal, era muito mais fácil pedir um Delivery ou ir ali na lanchonete da esquina comer um sanduba.

Quando ele chegou, prezar pelo que se colocava na mesa passou a ser mais importante. Voltamos a frequentar a feirinha de orgânicos, há tempos esquecida. Abandonamos os práticos sucos de caixinha, as salsichas de supermercado, e os biscoitos recheados. Nossa cozinha passou a conhecer novos sabores.

Quando ele chegou, cheio de saúde, porém alérgico a proteína do leite de vaca, levou-me a buscar novas formas de fazer a comida nossa de cada dia. Um estrogonofe com leite de gergelim, uma papa com leite de aveia, um bolo de cenoura…

Passei a olhar com outros olhos a alimentação vegana, que hoje me auxilia em novos preparos, e de forma saudável, mesmo não fazendo parte desse time.

Quando ele chegou, tudo mudou…

Lari

Rodovalho-57

Eu fiz parte de um contexto em que não saber cozinhar era sinônimo de mulher independente e dinâmica. E quando minhas tentativas falhavam, não vou dizer que não repetia com um pouco de orgulho: – não sei fazer nada na cozinha!!

Quando me casei, vivíamos comendo em restaurantes ou macarronadas feitas em casa com muito carinho, de atum com molho pronto. O Joseph, que tem o hábito de comer sobremesas, tinha que se contentar com o brigadeiro que aprendi com a minha irmã na época em que assistíamos sessão da tarde!

Alguns quilos mais tarde, o marido, que sempre teve uma comida balanceada em casa, começou a sentir falta de algo mais leve, menos industrializado e mais pessoal… Então ELE foi para o fogão. Tudo tão rapidinho e gostoso! Saladas incrementadas, sopas de legumes, tortas e outras coisinhas simples e rápidas. O tempo não é uma desculpa! Um omelete com tomates e queijo é bem mais saudável e fica pronto antes mesmo da água da minha macarronada ferver! O segredo é saber o quão prático algumas receitinhas são e simplesmente pensar em fazê-las. E foi assim que entrei nesse mundo de cozinhar em casa.

Com a gravidez, demos um outro passinho. Comidinhas com mais cuidado e atenção para que o Gabriel ❤ pudesse crescer saudável dentro de mim. Afinal durante a gestação e amamentação, pro meu filho comer bem, eu tenho que comer bem – literalmente ! (O que não me impediu de comer alguns salgadinhos na festa de uma amiga, ou um pedaço de torta de leite ninho na minha cidade…pq tb não sou de ferro! 🙂 )

6 comentários sobre “Sobre nós 3

  1. Meninas PARABÉNS, pela iniciativa, pelo blog tão bacana e cheio de gostosuras e amor! Confesso que sempre fui avessa a cozinhar (sou comilona!), porém, mas recentemente, o assunto tem despertado o meu interesse e comecei a engatinhar na arte de fazer comidinhas para a família. Vou adorar pegar as receitinhas de vocês para tentar aqui em casa. Saudades! Beijo grande e sucesso.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s